Estatuária Missioneira

  • Publicado em: 30/06/2014 às 09:13   |   Imprimir

A imagem foi um dos meios usados pelos Jesuítas para transformar a sociedade primitiva guarani. Na primeira fase da produção, no sec XVII, os artífices guarani expressavam um comportamento minucioso na imitação dos moldes europeus. A fase criativa apareceu mais tarde no sec XVIII, quando o domínio técnico e formal se consolidou, a assimilação das formas locais de arquitetura e escultura, aliada a sensibilidade do artesão indígena, passaram a produzir um outro estilo, o Barroco Mestiço.

As 12 imagens que estão no interior da igreja, foram esculpidas nas oficinas da Missão orientada por um irmão jesuíta, sua matéria prima é a madeira que era encontrada na própria região. Para as imagens que deveriam ser entalhadas, policromadas e douradas usavam o cedro e o igary. Os corantes eram extraídos de plantas ou óxidos locais com a cor ocre. Da erva- mate fazia-se o verde; do urucum o vermelho; do yrybu retymá, o negro o dourado de ouro em pó.